Energia Elétrica Solar (Fotovoltáica)

A energia solar tem sido desperdiçada no Brasil por muitos anos, mas desde a resolução da ANEEL de 2012 este quadro vem se modificando.

Nos últimos anos o valor de instalação do Wp (unidade de potência utilizada quando se falar em energia fotovoltáica) vem caindo, mesmo sem iniciativas do governo. Hoje este valor já está abaixo de R$ 10,00 para um projeto completo (sem incluir obras estruturais, caso haja necessidade).

A VOLVO recentemente afirmou que a partir de 2019 irá fabricar apenas veículos elétricos, então como resultado seria investimento em massa em estações de carregamento para o volume crescente de carros elétricos. Assim seria um ótimo investimento que os estacionamentos atuais investissem em cobertura solar, como já foi feito na UFRJ e tantas outras.

Para se ter ideia, na Alemanha 44% da energia elétrica consumida tem origem fotovoltáica, lembrando que a irradiação solar no Brasil é, em média, mais que o dobro da deles. Em outras palavras, o rendimento de uma minigeração fotovoltáica no Brasil é de pelo menos o dobro do que a mesma minigeração instalada na Alemanha.

Projetos e Instalação

Realizamos projetos de sistema tanto on-grid (conectado à rede elétrica) quanto off-grid, entretanto sistema off-grid necessitam de baterias, que por sua vez são bastante caras atualmente.

A empresa está atuando em Goiás e no Rio de Janeiro, tendo engenheiros responsáveis pelo projeto e instalação em ambos os estados.

Facilidade no pagamento

O único incentivo que há no Brasil atualmente é o de financimento pelo BNDES, que possui programa de incentivo exclusivo para minigeradoras de energia renovável (eólica e fotovoltáica).

Trabalhamos com parceria de financimento com bancos privados em até 36 meses, além de aceitarmos o pagamento parcelado em até 4 vezes sem juros. Consulte-nos!

Resumo do funcionamento de sistemas conectados

A resolução da ANEEL permite que um cliente de uma concessionária de distribuição de energia elétrica gere energia e compense esta geração em sua conta. Esta resolução é para normalizar os sistema chamados on-grid, ou conectados à rede elétrica.

Na prática isto significa que qualquer pessoa, física ou jurídica, pode gerar uma parte de sua energia elétrica e pagar apenas pelo mínimo, que seria o mínimo contratado mais a iluminação pública da sua unidade consumidora.

Importante: Atualmente é inviável, devido ao custo das baterias, a instalação de sistema off-grid, desconectados da rede. Isto porque a rede elétrica faz o papel de uma enorme bateria em sistemas on-grid, permitindo assim a redução do custo do projeto.

Acredita-se que na próxima década os sistemas off-grid serão viáveis, com a comercialização das superbaterias que já estão em processo de industriazação.